16/07/2008

Qual é o livro(s) que devo levar para férias?

8 comentários:

Anónimo disse...

pai deves levar o livro "As fadas do Vento" da Anna Dale.

Bjs, da Sara!!!!!!!!!!

AO disse...

Apetecia-me sugerir vários... mas aqui vai um (para já), um livro de suposta ficção, que se lê bem e redobrado interesse, mas com certas coisas interessantes para pensar pelo meio ;-)
Grimpow - o caminho invisível
Abração,
A.

T disse...

Viva amigo,
té tou baralhado com o material q me enviaste... olha, dás-me autorização para mostrar os teus livros no blog???
um abraço,
T

essencias disse...

"sinfonia em branco" da Adriana Lisboa, recebeu o prémio José saramago. Uma escrita surpreendente! "temos de falar sobre o kevin" de Lionel Shriver, gostes ou não, a leitura é impossivel de parar. Bjs

IM disse...

Vou também meter a colherada...lololol...um livro fantástico que li no ano passado e que aconselho vivamente é The Incident of the Dog in the Night-Time, do Mark Haddon...sei que já há tradução portuguesa, mas não sei qual é tradução exacta e eu li em inglês...
Uma outra sugestão (vou-te poupar às milhentas que faria de começasse para aqui a falar) é mesmo a tese de um certo amigo comum que acho de interesse para toda a gente, especialmente para quem gosta de música, de pensar, da Vida.
;-))

Rute disse...

Bem...o último livro que li marcou-me pela simplicidade e sensibilidade. Chama-se "o vendedor de passados", é do J.E.Agualusa e eu simplesmente amei-o.
É um dos bons livros para férias ;)

(Ana / Cara Metade) disse...

Gabriel García Márquez - Cem Anos de Solidão (1967).

O autor, situa-se no ambiente mágico de Macondo, em Cem Anos de Solidão eleva a realidade a uma categoria onírica, nela sintetizando os mais diversos elementos: a história, a natureza, os problemas sociais e políticos, a vida quotidiana, a morte, o amor, as forças sobrenaturais, o humor, o lirismo... x****

Pedro Ladeira Barros disse...

"Mr Vertigo", de Paul Auster. Nem dás pelo tempo passar. Um bom livro sobre a História e Cultura de Itália. É sempre importante perceber bem ao que vamos.